segunda-feira, 21 de julho de 2014

As varizes são hereditárias?







Sim. Existe uma tendência natural das varizes serem hereditárias passando de Pai e mãe para filhos e filhas.

Porém nem sempre as varizes podem se manifestar entre uma geração e outra, mas o fator genético pode influenciar principalmente para as mulheres e as chances aumentam durante a gravidez.

As Varizes são conhecidas desde os tempos antigos e até mesmo os artesões usavam as marcas saltadas das varizes para desenhar as pernas das estatuas. 

Existe uma forma de prevenir as varizes hereditárias?
Sim. Se você levar uma vida saudável, evitando a obesidade e praticando exercícios, diminuem as chances de aparecerem as varizes hereditárias. Porém antes de fazer qualquer exercício é fundamental fazer um acompanhamento médico com um Angiologista e um médico do esporte.


Se minha mãe teve varizes eu também vou ter?
Não se pode afirmar, pois depende da genética de cada pessoa, podendo herdar ou não. Mas pelo fato de sua mãe já ter tido varizes as chances aumentam.

Somente quem tem casos de varizes na família terá varizes hereditárias?
Não. Existem diversos outros fatores que podem ocasionar um quadro de varizes, como: Obesidade, sedentarismo, permanecer na mesmo posição seja em pé ou sentado por muito tempo, consumo de alimentos ou bebidas que possa prejudicar os vasos sanguíneos, uso de anticoncepcionais, etc...

Estes e outros habito podem provocar os aparecimento das varizes mesmo se não for hereditário. Para esclarecer suas dúvidas entre em contato com um Angiologista para que ele possam lhe avaliar e dar um diagnostico mais preciso. 

As mulheres têm mais chances de ter varizes?
Sim. Estudos mostram que as mulheres costumam ter, até três vezes mais varizes do que os homens, devido a fatores hormonais.

Anticoncepcional provoca as varizes?
Sim. A alteração hormonal, que é uma das causas das veias doentes (telangiectasias) e os altos níveis de Estrogênio contido nas pílulas anticoncepcionais aumentam a chance de varizes, pois alteram o funcionamento das válvulas do interior das veias.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

As varizes apresentam algum risco à saúde?




Além do fator estético, devem ser tratadas preventivamente para evitar
consequências mais graves, tais como hemorragias.

Varizes são vasos dilatados que dificultam a circulação do sangue e são mais frequentes em pessoas acima dos 40 anos e em mulheres. Há vários fatores que contribuem para o seu aparecimento, tais como: hereditariedade, gravidez, obesidade, cigarro, alterações hormonais, vida sedentária.

Dependendo do tamanho e do local da veia, o problema é avaliado como varizes, microvarizes ou telangiectasia. As telangiectasia não apresentam riscos à saúde, pois impedem apenas a circulação sanguínea local, não necessitando de uma remoção. Apesar de não aumentarem de tamanho, as telangiectasia se multiplicam e comprometem a estética, além da sensação de peso e ardência nas pernas.

As varizes requerem tratamento. As veias tornam-se mais salientes e interferem em toda a circulação da perna, colocando a saúde em risco e podendo causar hemorragias no estado avançado.

Há outras técnicas para retirar as varizes: O tratamento a laser, por exemplo, é um dos mais eficazes, pois o paciente se recupera rapidamente, não causa hematomas e é menos dolorosa. Há ainda as injeções de medicamentos, conhecidas por Escleroterapia e esclerose com espuma; a microcirurgia e a cirurgia.

A escolha para o tratamento depende das veias atingidas, e apenas um cirurgião vascular pode indicar o melhor método. Uma vez removidas as varizes não voltam. Entretanto, em 20% dos casos, novas veias dilatadas podem aparecer em outros lugares da perna.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Cirurgia de Varizes




O que são e como surgem as varizes?
As varizes se constituem como um dos problemas mais antigos do ser humano. Calcula-se que 20% dos adultos por volta dos 30 anos têm varizes.

Para o seu conhecimento a palavra Variz vem do latim: Varix, que significa serpente.

Quem sofre mais com as varizes?
Estudos constataram que no Brasil são mais de 20 milhões de pessoas com este problema. Dentre essas pessoas as mulheres são mais atingidas do que os homens.

Isso ocorre devido ao estrogênio, que é um hormônio feminino que colabora com a dilatação da veia. Outros fatores hormonais como a gestação, menstruação e menopausa parecem ter relação com a maior facilidade de dilatação das veias, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular (SBACV). Alguns pesquisadores relataram que as terapias de reposição hormonal e anticoncepcionais aumentam o risco de varizes.

Outro fator que favorece as varizes é a presença hereditária, em que o problema já vem de dentro da família e consequentemente as varizes podem ser mais precoces. Apresentam sintomas como: veias azuladas na perna, coceira, dores, câimbras, etc. Entenda que as varizes são veias doentes que se tornam progressivamente dilatadas, alongadas e tortuosas. Dependendo da fase em que se encontram, podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre.

Existem quantos tipos de varizes?
Existem basicamente  três tipos de varizes: 
Veias Tronculares, que são as grossas, saltadas e bem visíveis na pele;
Veias Reticulares, que são visíveis mas não salientes, possuem coloração azulada ou esverdeada;Telangiectasia: São pequenas ramificações avermelhadas, também chamadas de “vasinhos”.

Como surgem as varizes?

Acompanhe o exemplo abaixo para compreender o processo de formação das varizes:
Quando uma pessoa, seja homem ou mulher, fica muito tempo em pé ou sentada, o sangue vai para o pé com muita facilidade por ser impulsionado pelo coração devido à gravidade. Mas o sangue precisa retornar ao coração para manter o fluxo sanguíneo e assim poder nutrir todo organismo. Se este processo falha, o sangue não sobe e a veia começa a ficar tortuosa.

Este problema pode ocorrer em homens e mulheres em duas situações:
Em pessoas que possuem veias com válvulas e paredes normais, o sangue aguarda a melhor oportunidade para subir sem causar nenhuma alteração no processo de bombeamento nem desconforto. Agora, em pessoas nas quais as válvulas já estão doentes, acontece uma inversão no caminho. O sangue não sobe e passa a ir de cima para baixo, e da veia profunda para a superficial.
É exatamente esta inversão que provoca o aumento do volume sanguíneo dentro da veia, ocorrendo o processo de dilatação e o aparecimento das varizes.

Posso ajudar o sangue a voltar para o coração?
Sim. Na perna existe o chamado "coração periférico", que é a musculatura da panturrilha (batata da perna). Este coração, quando fortalecido funciona muito bem. 
Movimente o músculo da perna contraindo e relaxando a panturrilha. Torne um hábito subir e descer escadas, praticar esportes, caminhar e pedalar. Outra opção é deitar e deixar suas pernas inclinadas para cima durante algum tempo. Isso ajudará o fluxo sanguíneo. 
Salientando que isso não repara uma veia que já está doente (varizes), ou seja, não funciona como tratamento.
O paciente deve ser avaliado por um médico especialista antes de iniciar atividades físicas. Desta forma, previne-se as complicações.

Quais os sintomas de varizes?
Na grande maioria das vezes a queixa principal é a estética. Na posição de pé as veias ficam dilatadas, tortuosas e muito visíveis. Além disso, outros sinais e sintomas podem estar presentes:

• Dores nas pernas;
• Presença de veias azuladas e muito visíveis abaixo da pele;
• Agrupamentos de finos vasos avermelhados;
• Queimação nas pernas e planta dos pés;
• Inchaço, especialmente nos tornozelos ao final do dia;
• Coceira;
• Cansaço ou sensação de fadiga nas pernas;
• Sensação de peso nas pernas;
• Câimbras.

Se você sente estes sintomas
Varizes de membros inferiores é uma doença crônica e necessita de acompanhamento médico permanente.
O ideal é que as varizes sejam tratadas o quanto antes.
Veja as complicações e evoluções do quadro de varizes.

Quais os tratamentos de varizes?
Entre os tratamentos de varizes existentes, destacam-se três técnicas básicas:

1) Cirurgia de Varizes Convencional
A cirurgia é feita com micro-agulhas que removem as varizes (veias doentes), e a recuperação dura em média 3 a 10 dias. 

2) Cirurgia de Varizes a Laser
Indicada para o tratamento de veias como a Safena, com este método não é necessário remover as varizes (veias doentes), e o tempo de recuperação no pós-operatório é menor que o da cirurgia convencional.

3) Escleroterapia para Microvarizes e Vasinhos
O tratamento de escleroterapia não exige cirurgia. O médico especialista avalia e identifica o calibre da veia, e dependendo do caso pode se optar pelas aplicações de medicamentos esclerosantes nas veias prejudicadas, fazendo com que ocorra um endurecimento e obstrução do fluxo sanguíneo. Este método é mais utilizado em vasinhos e microvarizes.

O que são veias profundas, superficiais e comunicantes?
Quando uma pessoa é diagnosticada que tem varizes, isso quer dizer que ela possui um problema nas válvulas e nas paredes das veias que bombeiam o sangue de volta ao coração. Dentre essas veias dos membros inferiores existem três tipos:

1) As veias superficiais são as veias que ficam sob a pele, na camada de gordura e que podem ser visíveis;
2) As veias profundas ficam no meio da musculatura da perna e não são tão visíveis; 
3) E as veias comunicantes, que ligam as veias superficiais e as profundas. 

Quando essas veias começam a dilatar e ficar tortuosas tornam-se varizes (veias doentes), o que pode comprometer outras veias ligadas a ela.

Qual a função das veias?
Para entender a função das veias é preciso entender como funciona o fluxo sanguíneo.
No sistema de circulação, o sangue é bombeado pelo coração para dentro das artérias que trabalham para levar o sangue para todas as partes do corpo, oxigenando e alimentando as células do nosso organismo. Assim, o sangue chega até os membros inferiores (pernas e pés) devendo retornar ao coração através das veias.
Por isso que as veias são tão importantes. Elas levam o sangue de volta ao coração para que ele não fique parado nas pernas e ocasionem varizes. Dentro de cada veia existem válvulas sincronizadas que bombeiam o sangue para cima. Este processo de orientação que leva o sangue para cima ocorre em etapas. O processo começa da veia superficial para a profunda, através da veia comunicante, e isso impede que o sangue faça o caminho errado. Assim, o sangue circula corretamente pelas veias, independentemente se a pessoa está na posição de pé ou sentada. Porém, se esse fluxo não funciona corretamente, o sangue continua nas pernas dilatando os vasos e gerando as varizes.

As varizes podem ser hereditárias?
Sim. Ao apresentar varizes existe grande probabilidade de hereditariedade.

As varizes podem voltar?
Não. A veia que foi retirada ou tratada não volta a adoecer. O que pode ocorrer é que se não houver um acompanhamento preventivo, novas veias podem estar sensíveis ao ponto de ficarem doentes.

Os riscos avermelhados são varizes?
Não. Algumas pessoas apresentam minúsculas ramificações de coloração avermelhada, e esses casos costumam ser assintomáticos, provocando apenas desconforto estético em seus portadores. Essas pequenas ramificações são chamadas de vasos Ou microvarizes.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Atividades físicas





Podem ajudar no tratamento das Varizes?

Sim. As atividades físicas quando bem orientadas, aliviam os sintomas, melhorando o retorno venoso e a atividade da bomba muscular dos membros inferiores.

Além de prevenir contra muitas doenças e contra as varizes, as atividades físicas proporcionam uma maravilhosa sensação de bem estar.

Se você é diabético ou hipertenso, tem grandes chances de desenvolver as chamadas coronariopatias. Elas estão no ramo das doenças cardiovasculares.

Se ainda for uma pessoa sedentária, ou seja, não gosta muito de exercícios físicos, você pode aumentar ainda mais suas chances de desenvolver uma doença cardíaca.

As caminhadas são exercícios leves que ajudam a manter uma boa circulação corporal devido ao fortalecimento da bomba muscular da panturrilha (batata da perna).

Como funciona essa bomba?

Os músculos das pernas ficam muito ativos durante os exercícios de caminhada.
Com essa ativação eles se contraem e relaxam. Ao fazer a contração, a musculatura comprime os vasos da região, não deixando que o sangue fique parado naquele local, e assim impulsionam o sangue para o coração.

Caminhada, aeróbica, natação, hidroginástica, ballet, são extremamente saudáveis, pois ajudam na circulação, melhorando o quadro dos pacientes.

 

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Varizes em gestantes



 

Existe contra indicação do tratamento de varizes durante a gravidez?
Sim, existe. É recomendável que qualquer tratamento, especialmente o cirúrgico, seja realizado somente três meses após a gravidez.

Se você tem planos para engravidar e sente os sintomas de varizes, como dores nas pernas, sensação de cansaço, câimbras, entre outros, é extremamente importante realizar um tratamento de varizes antes da gestação, pois devido à gravidez às veias já dilatadas pode chegar a dobrar ou triplicar de tamanho, gerando desconforto e fortes dores nas pernas.

Agora, se você já está em período de gestação não poderá operar. Mas a boa notícia é que se você estiver em sua primeira gestação, muitas vezes após o término da gravidez algumas veias que se encontram dilatadas podem voltar ao normal. Para a segunda gestação, as veias doentes tendem a permanecer. Se for o seu caso, você deverá procurar um especialista em varizes após três meses do parto. Se possível pratique exercícios.

Por que as varizes aumentam na gravidez?
É que durante a gravidez a quantidade de sangue que circula no corpo aumenta, fazendo com que as veias trabalhem mais. Significa que durante a gestação a quantidade de progesterona, hormônio que dilata as veias, também aumenta resultando em veias mais grossas. 

Outro fato que acontece na gravidez é que o útero vai aumentando de tamanho, gerando maior compressão das veias do abdômen, da região pélvica e da veia cava inferior da mulher (responsável por drenar o sangue proveniente dos membros inferiores e cavidade abdominal), criando obstáculos durante a subida do sangue para o coração. Isso aumenta a pressão sanguínea nas veias das pernas. Além disso, o peso da barriga e do bebê também influencia no desenvolvimento das varizes.

Como se prevenir das varizes na gravidez? 
Uma forma de se prevenir das varizes durante a gravidez é usar meias elásticas de compressão até o fim da gestação. Para conhecer o método mais adequado de uso das meias, é necessário fazer uma avaliação médica.

Praticar exercícios também é um ótimo hábito. Além de ser extremamente saudável durante a gravidez, o exercício irá estimular a circulação sanguínea colaborando para que o sangue volte ao coração com mais facilidade.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Tratamento de Varizes no Inverno











O inverno é um período apropriado para o tratamento das varizes.
Geralmente é no verão que a preocupação com as varizes aparece. Mas é no inverno que o 
tratamento é mais indicado. As varizes surgem como pequenas veias arroxeadas ou vermelhas, e em casos mais avançados podem apresentar coloração mais escura e veias salientes.

O tratamento durante o inverno é mais apropriado, pois neste período utiliza-se mais de calças compridas, meias grossas, e as pernas ficam escondidas. Você pode realizar o tratamento sem preocupações com as manchas que podem ocorrer devido à exposição ao sol, e poderá utilizar com maior frequência as meias elásticas, caso sejam recomendadas pelo médico. 

Porque a exposição ao sol pode manchar a pele?
Devido aos hematomas que surgem após o tratamento de varizes, quando o local tratado é
exposto ao sol, manchas escuras podem aparecer. 

Quanto mais você esperar melhor. Espere as marcas desaparecerem e converse com seu
médico sobre o tempo que deve ficar sem exposição ao sol. Muitos fatores determinam o
tempo: depende da solução utilizada, do tamanho da veia tratada, do tom de pele, etc. 

A exposição das pernas ao sol estimula a melanina (pigmento da pele) podendo indesejavelmente manchar as áreas tratadas. Em dias ensolarados, mesmo cobrindo as pernas, utilize protetor solar. 

O que faz com que essa doença se desenvolva?
A hereditariedade certamente pode ser considerada como o principal fator, mas os níveis hormonais ou longos períodos de pé ou sentado também contribuem. Para eliminar as veias doentes existem tratamentos eficazes. O método necessário para eliminar as veias comprometidas será determinado após avaliação do médico especialista.

As varizes voltam mesmo depois da operação?
As varizes que foram tratadas nunca voltam. Porém, se não houver um acompanhamento preventivo, outras veias podem ficar doentes e desenvolver novos vasinhos e varizes. 
Há uma série de questões sobre varizes que devem ser esclarecidas de forma objetiva para evitar qualquer engano sobre os procedimentos pós-operatórios. Converse sempre com o médico. 

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Garotas com varizes na adolescência




Por que as mulheres mais jovens também sofrem com varizes?
Geralmente as varizes são mais comuns em pessoas de meia idade e idosos, devido aos acontecimentos naturais do organismo. A tendência é que o quadro venha  evoluir com o passar do tempo por conta da dilatação das veias.

Nas jovens mulheres, as varizes surgem geralmente como herança genética  do pai ou da mãe. Mas outros fatores como o uso precoce de anticoncepcionais, que contém estrógeno e progesterona, hormônios femininos,  são maléficos ao sistema venoso. 
O sedentarismo e obesidade também favorecem para que mulheres mais jovens comecem a ter este problema. 

Outros acontecimentos como a gestação abaixo dos 20 anos também fazem com que as varizes se desenvolvam, e os sintomas são os mesmos de pessoas mais velhas, porém com uma incidência menor e com maiores chances de prevenção. 

Se a jovem constatar algumas saliências nas pernas, como um pequeno calombo macio e sintomas como dor, sensação de peso ou cansaço nas pernas, queimação, inchaço e manchas escuras nos tornozelos, é importante consultar um médico, pois pode ser o início de um problema vascular. 
Sem os devidos cuidados as varizes podem alcançar uma fase mais avançada e profunda, que consiste em sangramentos exteriores ou hemorragias internas, a tromboflebite que é a formação de coágulos nas veias deixando-as duras, doloridas e vermelhas, e em seu estágio final podem gerar feridas e úlceras. 

Em que idade as varizes mais aparecem?
A doença se manifesta principalmente entre os 20 e os 50 anos de idade, e é rara em crianças. O paciente só procura o médico quando começa a sentir dor, mas muitas vezes esse sintoma não aparece. A pessoa deve procurar um médico angiologista para avaliar e diagnosticar a presença de vasos doentes. Quanto mais cedo o tratamento, melhor, pois evita o agravamento. Varizes podem ser controladas, por isso, escolha cuidar de sua saúde, previna-se e não espere a doença evoluir.

Ficar em pé ou sentado por longos períodos favorecem o aparecimento de varizes? 
Sim. Essas posições dificultam a circulação e é justamente assim que as varizes aparecem. Estando em movimento fazemos funcionar o coração periférico, que impulsiona o sangue para cima evitando o aparecimento de varizes. E quando estamos deitados o coração fica no mesmo nível da perna, o que facilita o retorno do sangue. Se estivermos com os pés elevados, o coração fica para baixo e os pés para cima, e desse modo o retorno sanguíneo é muito favorecido.

Como as garotas podem se prevenir das varizes?
Para prevenir as tão indesejadas saliências nas pernas é bom conversar com seu médico sobre o uso do anticoncepcional e evitar o sedentarismo. Faça exercícios aeróbicos, como: bicicleta, caminhada, esteira e natação. Exercícios aeróbicos fazem com que os músculos massageiem o sistema venoso e empurrem o sangue no sentido ascendente, impulsionando-o ao coração e aos pulmões.

O salto alto também prejudica as garotas?
Depende. Devido às tendências da moda, hoje em dia meninas começam utilizar sapato com salto como um acessório indispensável. O problema é que se for usado por muito tempo ele pode ocasionar as varizes, que além de comprometerem a saúde também podem prejudicar a estética das pernas. 
Pelo fato de não oferecerem uma posição confortável aos pés, a circulação nessa região pode ser afetada pelo salto, o que provoca as varizes. Na grande maioria dos casos, elas causam dores nas pernas, coceira, câimbra, inchaço, dentre outros.
Às vezes, em situações mais graves, é necessário um procedimento cirúrgico para amenizar esse problema. Entretanto, lembre-se de que você pode evitá-lo. Para isso, procure variar na altura dos saltos (altos e baixos) e que não ofereçam desconforto aos seus pés. As garotas devem tomar cuidado na escolha da altura do salto. O ideal é entre 2,5 e 6 cm de altura, para que a circulação do sangue na perna não seja prejudicada.

O que deve ser evitado pelas jovens mulheres?
• Não usar roupas muito apertadas que dificultem o retorno venoso;

• Usar preferencialmente calçados com salto em torno de 4 cm de altura e com boa base;

• Fazer breves repousos com as pernas elevadas, não colocando almofadas ou travesseiros sob os joelhos, a fim de não comprimir as veias aí localizadas;

• Praticar exercícios físicos que ativem a musculatura da panturrilha. As ginásticas, a caminhada e esportes como a natação, ciclismo e hidroginástica são especialmente recomendáveis. São contra-indicados, no entanto, todo esporte praticado em alto nível competitivo (geralmente atletas profissionais)  podem causar varizes, como o futebol, o tênis, o vôlei, o basquete, e aqueles de esforço estático, como o halterofilismo, pois o aumento da pressão abdominal que ele provoca prejudica o retorno venoso.

Solicite sempre orientação de um médico antes de tomar qualquer decisão.
Envie um e-mail em caso de dúvidas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...