segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Insuficiência Venosa Crônica


Quais são os sintomas de IVC?

Conheça agora alguns dos sintomas mais comuns em uma pessoa que está com o quadro de Insuficiência Venosa Crônica (IVC).



Dor e Inchaço

A dor é o sintoma mais comum de IVC. Ela aparece ao sentir as pernas pesadas por ficar muito tempo em pé ou sentado. Surge também nos tornozelos ou nos pés. 
É uma dor localizada e causa desconforto, aumentando quando o clima fica quente (verão) e, para as mulheres, pode ser maior no período menstrual. O inchaço também é um sinal muito frequente. Quando as pernas são esticadas para cima a tendência é amenizar a dor e trazer alívio.

Fadiga: É a sensação de cansaço extremo quando as pernas ficam durante muito 
tempo paradas, e geralmente está associada à fraqueza nos membros inferiores.

Ardor: É a sensação de calor intenso das pernas, gerando um incomodo que dá a impressão 
de ser no interior dos músculos.

Câimbras: As câimbras nas pernas aparecem porque o tecido muscular 
fica contraído pela alteração na circulação sanguínea, proveniente de uma 
Insuficiência Venosa Crônica (IVC).

Prurido: É um formigamento na perna muito desconfortável, provocado pela inflamação
das veias. Gera uma coceira que se espalha pelo tornozelo e pé, causando a impressão de alergia.


Existem exames para saber se tenho IVC?

Sim. Existem exames subsidiários que vão mostrar a existência de vasos ocultos nas pernas – aqueles que não são visíveis a olho nu. 
Os exames mais conhecidos são: Doppler Portátil de Onda Contínua, Eco-Doppler ou Duplex Scan e Fotopletismografia Venosa.

1. Doppler portátil de onda contínua: Este exame é para diagnosticar o refluxo venoso.

2. Eco-Doppler / Duplex Scan: Esse exame complementa o Doppler portátil de onda contínua, analisando os vasos detalhadamente para obter informações sobre o tamanho do refluxo, sua origem e/ou a existência de trombose. 

3. Fotopletismografia Venosa: É responsável por medir a dinâmica sanguínea.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Quais são os sintomas das Varizes?


A grande maioria das pessoas, especialmente as mulheres, se queixam do fator estético, porém as varizes vão muito além de um simples problema estético.

As varizes prejudicam a circulação sanguínea afetando diretamente na qualidade de vida, comprometendo sua disposição.

Os sintomas mais comuns nos casos de varizes dos membros inferiores são:
• Dores nas pernas;
• Cãibras;
• Queimação nas pernas e planta dos pés;
• Inchaço, especialmente nos tornozelos ao final do dia;
• Coceira;
• Cansaço ou sensação de fadiga nas pernas;
• Sensação de peso nas pernas;
• Presença de veias azuladas e muito visíveis abaixo da pele;
• Agrupamentos de finos vasos avermelhados.
Caso tenha algum destes sintomas pode ser um sinal de varizes. Procure um médico angiologista, pois com o passar do tempo o quadro pode evoluir

O que são as varizes?
As varizes dos membros inferiores (pernas) são veias doentes que se tornam progressivamente dilatadas, alongadas e tortuosas dificultando a circulação sanguínea, "atrapalhando" a volta do sangue ao coração.

Dependendo da fase em que se encontram podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre. Somente um médico especialista em varizes poderá lhe avaliar e compreender se sua circulação sanguínea está prejudicada e se necessita de um tratamento.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

As varizes apresentam algum risco à saúde?


Além do fator estético, devem ser tratadas preventivamente para evitar
consequências mais graves, tais como hemorragias.

Varizes são vasos dilatados que dificultam a circulação do sangue e são mais frequentes em pessoas acima dos 40 anos e em mulheres. Há vários fatores que contribuem para o seu aparecimento, tais como: hereditariedade, gravidez, obesidade, cigarro, alterações hormonais, vida sedentária.

Dependendo do tamanho e do local da veia, o problema é avaliado como varizes, microvarizes ou telangiectasia. As telangiectasia não apresentam riscos à saúde, pois impedem apenas a circulação sanguínea local, não necessitando de uma remoção. Apesar de não aumentarem de tamanho, as telangiectasia se multiplicam e comprometem a estética, além da sensação de peso e ardência nas pernas.

As varizes requerem tratamento. As veias tornam-se mais salientes e interferem em toda a circulação da perna, colocando a saúde em risco e podendo causar hemorragias no estado avançado.

Há outras técnicas para retirar as varizes: O tratamento a laser, por exemplo, é um dos mais eficazes, pois o paciente se recupera rapidamente, não causa hematomas e é menos dolorosa. Há ainda as injeções de medicamentos, conhecidas por Escleroterapia e esclerose com espuma; a microcirurgia e a cirurgia.

A escolha para o tratamento depende das veias atingidas, e apenas um cirurgião vascular pode indicar o melhor método. Uma vez removidas as varizes não voltam. Entretanto, em 20% dos casos, novas veias dilatadas podem aparecer em outros lugares da perna.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Recuperação da cirurgia vascular



 

Depois da cirurgia, os sintomas como cansaço, dor e peso devem 
desaparecer ou melhorar significativamente.

Após a cirurgia, sua perna será enfaixada para comprimir a área operada e diminuir o hematoma pós-operatório. Essa faixa poderá ser retirada no dia seguinte da cirurgia. Você deverá voltar ao consultório do médico no dia marcado para a primeira revisão pós- operatória.

Após 30 dias, deverá passar pela segunda revisão pós-operatória, e geralmente uma última avaliação para acompanhar os resultados. 

Sintomas
Devido à cirurgia de varizes, o local operado ficará arroxeado (hematoma), inchado (edema local) e dolorido. Isso é um processo normal, portanto não se assuste. Mesmo após a cirurgia, poderão restar alguns ramos de varizes residuais, que poderão ser retiradas ou com uma pequena cirurgia complementar ou com um tratamento de Escleroterapia.

É muito importante ter bom senso
Você não precisará fazer repouso absoluto, mas não deve fazer atividades que exijam esforço físico intenso no pós-operatório.

É aconselhável o uso de meias elásticas de compressão após a cirurgia de varizes, pois isso diminuirá a dor, o edema, o desconforto, facilitando o retorno mais rápido às suas atividades cotidianas.

O repouso pode variar de 2 a 15 dias, dependendo do porte da Cirurgia, sendo que o mais comum são 3 dias (Sex, Sáb e Dom). Não é necessário ficar deitado todo o tempo e nem é aconselhável. O paciente deve caminhar durante períodos curtos em solo plano, pode ir ao banheiro, tomar banho e fazer as refeições normalmente.

Não deve expor a área operada ao sol até a liberação médica.

Pós-Operatório de Varizes

- Pode tomar banho normalmente;
- Deve usar meias elástica de compressão durante o período diurno, quando indicado pelo médico;
- Se necessário, subir escadas lentamente;
- Não carregue peso;
- Não se exponha ao sol;
- Evite ficar em pé por tempo prolongado, mas não fique o dia todo deitado. Movimente-se por curtos períodos.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Cirurgia de varizes a Laser



Tratamento  de varizes 

O Laser é um grande avanço no tratamento de varizes, a técnica foi importada da Europa que já passou por aperfeiçoamentos e estudos científicos.

Utilizando o método a laser para o tratamento das varizes dos membros inferiores não é necessário remover a safena, a veia permanece mas sem ocasionar transtornos circulatórios, o próprio organismo se encarrega de desviar o sangue que passava por ali para outras veias saudáveis.

Para microvarizes, que são de calibres menores e mais sinuosas sugerimos a opção da operação tradicional, pois esses vasos não permitem a passagem da fibra óptica. A cirurgia laser geralmente é indicada no tratamento das veias tronculares, veias de maior calibre, como a safena.

Uma vantagem desta técnica é o tempo de recuperação no pós-operatório, que é menor que o da cirurgia convencional, podendo voltar as atividades normais rapidamente, além de diminuir significativamente a dor e o aparecimento de hematomas.

O  tratamento a laser  é simples e menos agressivo. 

Uma microfibra óptica da espessura de um fio de cabelo é introduzida na veia doente até o ponto que está "entupido", usa-se o laser de diodo para evaporar o sangue de ponta a ponta, permitindo inclusive que as ramificações da veia sejam conservadas sem danos.
A veia é totalmente fechada, perdendo sua função, e o organismo se encarrega de desviar o sangue que passava por ali para outras veias saudáveis, evitando a retirada do nervo safena.

O ultra-som Doppler intra-operatório é muito útil durante a operação, é através dele que o médico consegue visualizar tudo o que está acontecendo no interior da veia e ter o controle do laser.
Este tipo de tratamento acontece  em ambiente Hospitalar.

Importante: Após a realização da cirurgia siga corretamente as recomendações do médico, caso seja indicado utilize meias elásticas de média compressão e não exponha a área tratada ao sol até a liberação médica, evitando assim o surgimento de manchas na pele.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Como se prevenir das varizes?


A prevenção das varizes pode ser feita adotando hábitos saudáveis como:

Praticar exercícios regularmente;
Ter uma alimentação saudável, não fumar;
Não ingerir anticoncepcionais caso tenha tendência a varizes;
Evitar locais muito quentes e o estresse.

Os fatores genéticos e hereditários não podem ser ignorados, pois eles influenciam no desenvolvimento de varizes.
Prevenção de varizes

Existem formas simples de se prevenir apenas mudando alguns hábitos. Veja quais são:

1) Evite usar salto alto diariamente, pois eles atrapalham a circulação do sangue.

2) Antes de começar um tratamento com pílula anticoncepcional, consulte um médico Ginecologista ou Angiologista e peça maiores explicações.

3) Evite o hábito de carregar pesos diariamente. Se for inevitável, procure alternativas, como carrinhos com rodinhas, por exemplo.

4) Não fique o dia inteiro na mesma posição. Se for inevitável, levante e ande. Isso irá ajudar a liberar e estimular a circulação sanguínea.

5) Evite permanecer em lugares quentes por muito tempo, como em saunas, sessões de bronzeamento ou banhos quentes, porque também provocam dilatação dos vasos.

6) Sempre que possível, deite-se com as pernas elevadas, para favorecer o retorno venoso, já que os pés ficarão mais altos que o coração.

7) Não fume. O cigarro é prejudicial à sua saúde e combinado com outros hábitos não saudáveis podem ocasionar as varizes.

8) Jamais trate as varizes sem o acompanhamento de um Angiologista.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Tratamento de varizes sem cirurgia?





O melhor tratamento de varizes é a prevenção.
Hábitos saudáveis como praticar esportes, exercícios aeróbicos, caminhadas ou ciclismo ajudam na prevenção das varizes.

Existe um tratamento de varizes sem cirurgia?
Sim. Uma opção para o tratamento de varizes sem cirurgia é a Escleroterapia (conhecida também como secagem de vasinhos) e a esclerose com espuma (utilizada para varizes e Microvarizes). O médico faz aplicações de medicamentos esclerosantes nas veias prejudicadas por meio de Micro agulhas. Isso faz com que ocorra um endurecimento e obstrução do fluxo sanguíneo no local. Com essa obstrução, o sangue volta a fluir por outras veias saudáveis sumindo com o aspecto das varizes e vasinhos.

Antes de indicar o este tratamento o médico deverá fazer uma avaliação com equipamentos adequados e analisar se este tratamento é o mais indicado para o seu caso. Se for necessário outros exames complementares serão importantes para o diagnostico.
 Escleroterapia para varizes 
Este tratamento é realizado em pequenos vasos e as aplicações variam de acordo com a quantidade de vasinhos. Lembrando que é necessária a avaliação médica para que o tratamento seja realizado com sucesso.

 Esclerose com espuma para varizes 
O procedimento de esclerose com espuma é realizado em Microvarizes e varizes. As quantidades de aplicações variam de acordo com a quantidade e tamanho das veias. Lembrando que é necessária a avaliação médica para que o tratamento seja realizado com sucesso.

Cirurgia de Varizes 
Para os casos mais complicados a Cirurgia de varizes pode ser realizada por meio do método tradicional (remove a veia doente) ou a cirurgia de varizes laser (o lazer seca a veia doente). Em alguns casos cirurgia a laser é mais indicada para tratamento da veia safena.

Tratamento de varizes cirúrgico e a laser 
O tratamento cirúrgico de varizes pode ser convencional ou a laser. Os dois métodos são eficientes e tratam o problema. Com os avanços da tecnologia, o tratamento a Laser tem se destacado em casos onde há o comprometimento da veia safena. Em uma cirurgia envolvendo a veia safena não é necessário removê-la caso o Laser seja utilizado.
Outra vantagem da cirurgia a Laser é o tempo de recuperação, podendo o paciente voltar às atividades normais em média de 3 dias, além de diminuir a dor da recuperação.


Anestesia
A cirurgia pode ser feita com anestesia local ou bloqueio, dependendo do porte da cirurgia.

Quando devo tratar as varizes? Em qual período elas aparecem?
Geralmente as varizes costumam aparecer dos 25 aos 30 anos, dependendo da pessoa. 
Já os conhecidos vasinhos avermelhados podem aparecer bem antes.

Quais os sintomas das varizes?
Na maioria das vezes a queixa principal é estética. As veias ficam dilatadas, tortuosas e muito visíveis na região das pernas e dos pés. É importante lembrar que o problema de varizes vai bem além do quesito estético. Os principais sintomas que prejudicam a saúde são:

• Dores nas pernas;
• Câimbras;
• Queimação nas pernas e planta dos pés;
• Inchaço, especialmente nos tornozelos ao final do dia;
• Coceiras leves e constantes;
• Cansaço ou sensação de fadiga;
• Sensação de peso nas pernas;
• Presença de veias azuladas e muito visíveis abaixo da pele;
• Agrupamentos de finos vasos avermelhados;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...